Quarta, 03 de Junho de 2020 03:24
67984690667
+ Esportes Funesp

Movimenta Campo Grande traz videoaulas de bocha e atletismo paraolímpico

Bocha e atletismo paraolímpico são opção para jovens e adultos com deficiência física

19/05/2020 15h26
Por: Jean Hipólito Fonte: Funesp
Movimenta Campo Grande traz videoaulas de bocha e atletismo paraolímpico

A Funesp (Fundação Municipal de Esportes) segue oferecendo as videoaulas do projeto Movimenta Campo Grande com orientações de Bocha e Atletismo paraolímpico online. As aulas online iniciadas pela Prefeitura de Campo Grande no início da quarentena tem o objetivo de movimentar a população mesmo com o fechamento dos parques para evitar a propagação do coronavírus e são uma opção para jovens e adultos com deficiência manterem os treinos em casa.

Yara Yule, coordenadora do Projeto Paralímpico, localizado no Parque Ayrton Senna, falou sobre o impacto do isolamento na vida das pessoas principalmente com deficiência.

“Cada deficiente tem sua especificidade, limitações físicas e sensoriais, e os professores da Funesp estão comprometidos com os participantes, nas orientações com a qualidade de vida, cuidados com a saúde, como tomar sol e manter a prática da atividade física, tudo isso por meio das videoaulas e redes sociais. Neste momento estamos orientando e monitorando os alunos para evitar doenças secundárias advindas da deficiência, que podem ser úlceras de pressão, escaras, má circulação, hipertensão, entre outras”, orientou.

O projeto também conta com cartilha, as lives e os professores encaminham dicas pelo whatsapp para os atletas e não atletas com deficiência física, visual e alguns transtornos continuarem os treinos em casa.

“A orientação principal é que ficar em casa não é motivo para ficar parado, então orientamos que devemos nos movimentar de forma segura. Eles precisam de suporte, exemplo o cego total, pedimos muita cautela e que um familiar possa orientar nesta atividade, o alongamento , o aquecimento, vai ajudar na performance desta pessoa, de forma segura e objetiva, e usar o que tem em casa, como uma caixa de sapato, garrafa pet, uma bolinha de meia com areia, para fazer lançamento na parede, para fazer os arremessos, deslocamento lateral e então vejo que alcançamos um objetivo legal e mesmo com as limitações eles conseguem desenvolver as atividades, o tentamos fazer é não deixa-los desamparados, e com os vídeos podemos chegar até essas pessoa”, disse o professor do projeto paralímpico Daniel Silva de Sena.

Evelen de Oliveira Xavier dos Santos, 28 anos, contou um pouco da experiência. “Estou conseguindo fazer vários exercícios adaptados, de força, agilidade, educativos, resistência abdominal, mas os treinos em casa não se comparam aos treinamentos diários que tínhamos, porém estou fazendo o possível pra tentar manter o condicionamento físico. Sigo as orientações que a professora passa e sempre acompanho os vídeos, instruções de outras modalidades também, conta Evelen que também assistiu e fez oficina de Yoga. 

Sobre o Projeto

O Movimenta CG em Casa é mais uma das ações da Prefeitura implementada para atender a população com serviços de esporte, lazer, recreação e saúde preventiva.  As videoaulas são postadas no site http://www.campogrande.ms.gov.br/exerciciosaudavel/ todas as segundas, quartas e sextas, e os desafios são lançados todas as terças e quintas. A plataforma é gratuita e disponível a toda sociedade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.