Segunda, 01 de Junho de 2020 04:46
67984690667
Saúde Sintomas

Doenças do estômago podem sinalizar COVID-19 em crianças

Descobertas podem ser usadas pelos médicos para diagnosticar e isolar rapidamente pacientes com sintomas semelhantes

15/05/2020 12h07
Por: Jean Hipólito Fonte: USNews
Doenças do estômago podem sinalizar COVID-19 em crianças

Tosse ou outros sintomas respiratórios não são os únicos sintomas precoces de Coronavírus (COVID-19) em crianças, segundo os pesquisadores da Academia Americana de Pediatria. Eles examinaram os casos de cinco crianças que foram internadas no hospital com suspeitas do aparelho digestivo e posteriormente diagnosticadas com pneumonia e COVID-19.

Segundo a pesquisa, crianças com doença e diarreia que também apresentam febre ou histórico de exposição ao COVID-19 devem ser suspeitas de ter COVID-19, concluíram os autores do estudo. As conclusões foram publicados terça-feira (12/05), na revista Frontiers in Pediatrics.

"Essas crianças procuravam atendimento médico no departamento de emergência por problemas não relacionados, por exemplo, um apresentava cálculos renais, outro traumatismo craniano. Todos tiveram pneumonia confirmada por tomografia computadorizada no tórax antes ou logo após a admissão e, em seguida, confirmaram ter COVID-19 ", disse o autor do estudo, Dr. Wenbin Li, do Departamento de Pediatria do Hospital Tongji em Wuhan, China.

"Embora os sintomas iniciais possam não estar relacionados ou os sintomas do COVID-19 serem inicialmente leves ou relativamente ocultos antes da admissão no hospital, o importante é que quatro dos cinco casos apresentavam sintomas do trato digestivo como a primeira manifestação da doença", disse ele, em um comunicado de imprensa da revista.

Os sintomas gastrointestinais experimentados inicialmente por algumas crianças com COVID-19 sugerem que a infecção pode ocorrer através do trato digestivo, já que o tipo de receptores nas células pulmonares visadas pelo novo coronavírus também é encontrado no intestino, segundo Li.

"A maioria das crianças é levemente afetada pelo COVID-19 e os poucos casos graves geralmente têm problemas de saúde subjacentes. É fácil perder seu diagnóstico no estágio inicial, quando uma criança apresenta sintomas não respiratórios ou sofre de outra doença. Com base em nossa experiência de lidar com o COVID-19, em regiões onde esse vírus é epidêmico, deve-se suspeitar de crianças infectadas com sintomas do trato digestivo, principalmente com febre e / ou histórico de exposição a essa doença. ", Disse Li.

As descobertas podem ser usadas pelos médicos para diagnosticar e isolar rapidamente pacientes com sintomas semelhantes, o que permitirá o tratamento precoce e reduzirá a transmissão do coronavírus, disse Li. No entanto, ele alertou que são necessários mais estudos para confirmar os resultados.

Casos na China

Cinco crianças de 2 meses a 5 anos de idade chegaram ao hospital infantil de Wuhan, cidade chinesa que registrou o primeiro surto de coronavírus, apresentando problemas gastrointestinais como diarreia, vômito, dor abdominal e falta de apetite.

Preocupados com o novo COVID-19, médicos pediram que fossem feitas tomografias computadorizadas, que então revelaram uma surpresa: apesar de os pequenos não apresentarem naquele momento sintomas respiratórios como tosse ou dor de garganta, seus pulmões estavam infectados por um vírus.

Após, testes moleculares do tipo PCR diagnosticaram a presença do COVID-19 em todas as cinco crianças — apesar de, em um dos casos, um menino de 1 ano, a sequência de dois testes negativos e um positivo deixar dúvidas se ele pode ter sido infectado depois, no hospital. Quatro delas já tinham outros problemas de saúde ao entrar no hospital, como apendicite e hemorragias.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.