Quarta, 03 de Junho de 2020 03:20
67984690667
Saúde Saúde em risco

Com 34 óbitos em MS, dengue também traz preocupação à saúde do Estado

Número chega à 80% dos focos do Aedes aegypti proveniente das residências

15/05/2020 11h40
Por: Redação Fonte: SES-Secretaria Estadual de Saúde
Com 34 óbitos em MS, dengue também traz preocupação à saúde do Estado

Segundo dados levantados da Secretaria de Saúde, em Mato Grosso do Sul já foram registrados 34 óbitos, 54,5% a mais que as mortes contabilizadas em todo ano passado, de 22 vítimas da doença.  Número chega à 80% dos focos do Aedes aegypti proveniente das residências.  No período de janeiro ao dia 13 de maio deste ano, MS contabilizou 56,1 mil casos notificados de dengue em seu território, sendo o segundo maior resultado do País e o segundo maior patamar visto desde 2013, abaixo apenas do total registado no ano passado.

Segundo o boletim epidemiológico da dengue, os municípios de Nova Andradina, São Gabriel do Oeste e Douradina são os que registram a maior incidência de casos, de 6,3 mil; 6,1 e 6 mil casos para cada 100 mil habitantes, respectivamente. Campo Grande é o local com maior número absoluto e casos, com 11 mil notificações ao longo deste ano.

Para Larissa Castilho, Diretora Geral de Vigilância em Saúde da SES, os números registrado são alarmantes diante da alta incidência em todos os municípios do Estado. “Infelizmente, muitas pessoas não estão colaborando, existem muitos criadouros nas residências que precisam ser eliminados pelos próprios moradores, considerando que 80% dos criadouros se concentram nas residências”.

Larissa alerta à população para que, mesmo durante o inverno, seja mantido e, até mesmo, intensificado o manejo ambiental, ou seja, a eliminação de criadouros. “Mesmo durante o frio, ainda assim ocorre a transmissão. Aqui no Estado a ocorrência do Aedes é o ano todo”.

Para o titular da Secretaria de Saúde, Geraldo Resende, o atual momento em que se faz necessário o isolamento social devido ao coronavírus é propício para que a população faça o devido combate ao mosquito da dengue, aumentando os cuidados com a limpeza das casas e terrenos: “Aproveite o isolamento social para verificar nas residências se existe o criadouro do mosquito da dengue”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.