Terça, 07 de Julho de 2020 07:33
67984690667
+ Esportes Atletas

A importância de se tornar resistente

No Crossfit e na vida, tornar-se resistente é uma prova de que você se permitiu ir além, não desistiu mesmo ante as maiores dificuldades

27/06/2019 12h15 Atualizada há 1 ano
Por: Jean Hipólito Fonte: Fernanda Surian | Agência Planta e Cresce
A importância de se tornar resistente

Fernanda Surian, atleta de alta performance, enfatiza a importância de olhar para a resistência, no esporte e na vida: todo mundo tem menos resistência quando inicia algo e o exercício físico é a maior prova disso. Mesmo que você já seja atleta de outra modalidade, quando entra em outro esporte, sofre. No Crossfit, então, é ainda mais desafiador, porque as sequências de exercícios do dia, os chamados WODs, são as mesmos para TODO MUNDO, praticante ou iniciante. O que vai mudar é quantidade e carga. Mas a proposta é sempre criar o que chamamos de RESISTÊNCIA, um dos fundamentos do esporte. Ou seja, a cada dia, semana, mês, ano, você se torna mais resistente, aumenta a intensidade e cresce”. 

Fernanda explica: “no Crossfit, você vai ganhando resistência muscular, cardiovascular e, obviamente, mental. Se você realmente se entrega, vai tornar sua mente mais resistente e mais resiliente também. Você se acostuma à mudança, ao crescimento, abraça as oportunidades e não se contenta com pouco. Faz parte da adrenalina da prática e do trabalho em grupo. Todo mundo crescendo junto”. 

E o que a gente leva disso tudo pra vida? Fernanda lembra que, quando somos muito inflexíveis, costumamos bater de frente com os altos e baixos que todos temos e também com a vontade de desistir que também acontece de vez em quando: “tornar-se resistente, não no sentido de fazer resistência ante à mudança, mas de nos mantermos firmes quando as coisas não dão certo ou não vão de acordo com o planejado, nos garante experiências mais diversificadas e uma forcinha maior para chegar onde desejamos”, revela. 

“Usar essa resistência adquirida, essa resiliência, nos faz pessoas de fibra, que estão mais preparadas para vencer determinadas situações. Dificilmente, alguém “chega lá de primeira”, certo? A vida é um tal de “cair e levantar” sem tamanho, e se não nos acostumamos a isso, podemos simplesmente deixar de bater nas portas certas”, explica Fernanda. O fato é que não é preciso deixar de lado as suas limitações: tornar-se resistente é saber lidar com elas, para aprender a contorná-las e, quem sabe, até usá-las a seu favor. 

Sobre Fernanda Surian 

Professora de inglês desde 2008, Fernanda já coordenou professores, deu aula fora do Brasil e agora oferece um curso próprio com foco em inglês instrumental. Formada em nutrição, Fernanda foi se especializar no inglês cursando tradução e legendagem. É certificada por Cambridge e pelo CELTA. Em 2014, Fernanda se apaixonou pelo mundo do Crossfit e começou uma carreira de atleta de alta performance. Desde 2016, Fernanda uniu os dois mundos e hoje compartilha em seu blog informações preciosas sobre técnica, treino e autoconhecimento e oferece cursos com foco nesse universo do esporte, para ajudar coaches e alunos a melhorarem seu desempenho. 

Mais informações 

Fernanda Surian |  www.fernandasurian.com| [email protected]

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.